sexta-feira, 6 de julho de 2012

Será que alguém me consegue explicar

porque é que se está a cortar nos tratamentos da infertilidade e não nas interrupções voluntárias de gravidez (vulgo aborto)??
Mas expliquem-me muito devagarinho por favor, pois há coisas que não consigo entender nem  aceitar.... afinal andamos a pagar para matar ou para viver?!

2 comentários:

*C*inderela disse...

eu até explicava se entendesse ... o problema de Portugal é não saber definir ou confundir prioridades.

Bjokas

Dina disse...

Isto revolta-me tanto, nem imaginas!