sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Aos poucos é que a vida vai dando certo

É com este mantra que se pretende dar inicio ao mês de setembro por aqui. 
Devagarinho, sem grandes expetativas, mas sempre cheia de gratidão.
A vida é boa e apesar de às vezes nos pregar algumas rasteiras, ela é sábia. 
Tudo são aprendizagens e as mudanças sejam elas quais forem trazem-nos sempre algo positivo e gratificante.
Sempre gostei de aprender e por isso não fecho os olhos às mudanças que tenho vindo a sofrer nos últimos seis meses. No inicio tive um pouco de receio, mas depois entranha-se. E a verdade é que até acaba por saber bem. Mudar é bom, faz-nos repensar na vida, naquilo que somos e no que queremos. 
Setembro chegou e estou certa que trará com ele muitas mudanças boas!
E sabem?... É aos poucos que a vida vai dando certo! ;)


I'm back!

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Tu sempre foste e serás...


... my first choice ;)

quarta-feira, 19 de abril de 2017

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer.

Pois... deitar às 23h30, adormecer à 1h30, acordar às 2h30, voltar a adormecer, acordar às 4h30, voltar a adormecer, acordar às 6h45, voltar a adormecer, acordar às 7h45 ... e resolver não adormecer mais e levantar-me!

Não sei que saúde é que isto me deu... pois estou completamente estoirada... mas pronto.

É melhor ir-me despachar para a reunião!

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Parabéns meu Grande Amor!

Há nove anos atrás a esta hora começava o meu caminho. Um caminho que até hoje foi o mais difícil que percorri, mas que no final foi o mais feliz e gratificante de todos. Hoje eu percebo o porquê de não ter sido fácil e agradeço por isso. Tu vales cada minuto de medo, angústia e dor que eu vivi naquela manhã. E se fosse hoje voltaria a passar por tudo outra vez.
O amor incondicional e infinito que sinto por ti supera tudo e todos. És uma criança muito especial, inteligente e boa. Tens um coração enorme, do qual eu me orgulho todos dias. És teimoso e tem dias que me tiras do sério, mas até isso eu agradeço. Tiras-me o chão debaixo dos pés cada vez que me surpreendes com as tuas análises psico-afetivas. Tão pequeno e já tão grande.
Todos os dias peço a Deus que me ajude nesta nossa caminhada juntos. Que me oriente para que eu te deixe crescer no teu ritmo normal. Não quero que crescas depressa demais. Quero que vivas, te divirtas, que saibas lidar com as frustrações da vida e que no final vejas que podes sempre ser feliz.
No que depender de mim tudo farei para que isso aconteça... uns dias à tua frente, para te proteger, outros dias atrás, para que possas cair sozinho, mas sempre ao teu lado, para saberes que eu estarei sempre lá para te ajudar.
Desejo-te que a vida te sorria sempre meu filho e quando não sorrir, terás que ser tu a sorrir por ela. ☺
Amo-te muito e obrigado por me permitires viver o verdadeiro amor incondicional ❤❤❤😙

domingo, 2 de abril de 2017

Há quase 9 anos atrás...

Há nove anos atrás esta seria a tua última noite na minha barriga. Tudo estava preparado para te trazer para os meus braços daqui a algumas horas. Sentia-me ansiosa, mas segura. As horas que dormi foram muito poucas, pois aproveitei grande parte da noite para conversar contigo e para me despedir da minha barrigona.  Sentia-me tão feliz, estava desejosa de te ver, de te cheirar, de te sentir. Porém de manhã as coisas alteraram-se e tivemos que ceder a nossa cesariana para uma urgência. Afinal só nascerias amanhã e eu teria mais uma noite para te ter bem juntinho de mim, no nosso ninho! :)
Estar grávida de ti foi uma das melhores fases da minha vida e hoje percebo porquê. :)
Amo-re F.

sábado, 1 de abril de 2017

Serei só eu?

Não sei se é um traço característico de todas mulheres, mas a verdade é que comigo nunca falha... o meu sexto-sentido.
Eu sinto-o a correr no sangue e não o consigo controlar. É um feeling que vem de dentro e que raramente me engana. Quem me dera que me enganasse!
É tão real que às vezes eu já o partilho com as pessoas para alívio de consciência. Embora por vezes seja muito divertido ver o factor surpresa/medo na cara de algumas pessoas. Lol
Por isso eu digo, .... não vale a pena tentarem "enganar-me", pois sou uma mulher prevenida... pelo meu Sexto Sentido. 😉

quinta-feira, 30 de março de 2017

Gelinho #8


Rosinha claro para dar as boas vindas à Primavera...e a tantas outras mudanças !boas! que se avizinham! ;)

Gelinho #7


O primeiro do ano...cinzento como tempo... assim como de outras coisas...

Gelinho #6


Este ainda é de 2016... o último de ano ;)

terça-feira, 28 de março de 2017

domingo, 26 de março de 2017

Finalmente horário de verão!

São 20h e ainda é de dia! Há coisa melhor?!
Agora só falta a chuva ir embora e dar lugar ao sol para ser perfeito ☺

sexta-feira, 24 de março de 2017

Sabes que não existem coincidências...

quando tu conheces alguém, que se torna a pessoa certa, no momento certo...
Obrigada por teres entrado na minha vida ;)


terça-feira, 21 de março de 2017

Amizade é...

...viveres a felicidade de outra pessoa como se fosse tua! ;)
Fiquei tão feliz! 
Ainda ontem a Primavera chegou e já trouxe esta alegria:)
A vida é assim mesmo... sábia e maravilhosa!


segunda-feira, 20 de março de 2017

Primavera... e Recomeços


Tal como as estações do ano têm um início e um fim, também a nossa vida é feita de ciclos que acabam e recomeçam. 
Neste momento abraço um novo recomeço, uma nova caminhada, uma nova vida!

quarta-feira, 15 de março de 2017

"Arrumei a caixa e perdoei"

Afinal nada é nosso, tudo é emprestado, somos apenas temporários na vida uns dos outros...

Sigamos em frente!

sábado, 11 de março de 2017

Recomeços

"De todas as palavras que saem de uma boca ou de uma caneta, as mais tristes são: Poderia ter sido."
John Greenleaf Whittier.

quinta-feira, 9 de março de 2017

O Amor que eu mereço

Palavras que podiam ser minhas...

"O amor que eu mereço é puro. Não o tipo de pureza boba, dos contos de fada. Mas daquele tipo que não liga para conveniências. Ele olha, às vezes de longe, cuidando de mim. 
O amor que eu mereço não me faz nenhum mal. Sim, podemos discordar. Podemos nos desentender, mas não fico mal por uma coisa ruim que ele disse. Ele não me atinge simplesmente porque me conhece o suficiente e não quer me ver magoada. 
O amor que eu mereço não joga. Pelo menos não mais depois de virar amor. Eu não sou um brinquedo, uma boneca e nem nada para se mostrar. Não é narcisista a esse ponto. 
O amor que eu mereço me escuta. Assim, de verdade. Pode até ser que não se lembre do dia do meu aniversário de formatura ou, ops, do nosso aniversário de namoro. Mas quando eu preciso falar, ele ouve. Assim, sem julgamentos, só me deixa falar e falar até eu cansar, entender e dormir. 
O amor que eu mereço me ajuda. Me ajuda a me entender melhor. Me ajuda a colocar prateleiras e abrir vidros de palmito e sempre, sempre vai entender mais de carros do que eu. 
O amor que eu mereço estará lá, se e quando eu precisar. 
O amor que eu mereço não sente ciúmes porque não baseia nossa relação no ego. Nem no meu e nem no dele. Ele sabe que eu sou só dele. Sem posse, compartilhando. Não existem desconfianças, nem rancores e nem medo. 
O amor que eu mereço é humano. É singelo, cheio de falhas. Eu vou perdoar todas, uma por uma. Vou pensar por que aquilo é importante para ele. 
O amor que eu mereço me dá boa noite, mas às vezes esquece. Às vezes, traz rosas ao invés de flores do campo. Às vezes não traz nada, mas me dá um beijo cuidadoso na testa ou um olhar. 
O amor que eu mereço me reconhece. Eu sou alguém para ele. Ele pensa em mim, lembra de mim quando vê chocolates por aí ou um par de sapatos dourados que é a minha cara. Ele sabe quem eu sou porque tem a curiosidade de me estudar. Ele não se relaciona com um clichê, mas com uma mulher. 
O amor que eu mereço me deseja. Ardentemente. Safadamente. Apaixonadamente. Vê em mim uma mulher que também o deseja e quer ser completa, inteira. Não julga minhas fantasias ou meus medos. Simplesmente ama cada pedaço de mim. 
O amor que eu mereço é complexo e delicado. Sincero e honesto. Fala o que pensa, mas com jeito. Me dá bronca quando eu preciso, aponta as minhas inseguranças com muito carinho. Eu posso até ficar brava ou pensativa, mas ele fez para o meu bem. 
O amor que eu mereço não é perfeito. Ele é único, exclusivo. Será só o meu amor perfeito. Encaixa-se em mim como uma luva, como dois corpos apaixonados. 
Assim é, assim está escrito, a perfeição que eu sei que eu mereço. 
Pensando bem, o amor que eu mereço é o único tipo de amor que eu sei dar."


Texto de Andrea Pavlovitch, retirado daqui.